iphoto-camera-ihagee-elbaflex-990x653

Projeto quer reviver tradicional câmera analógica de 1960

Apesar do enorme volume de corpos de câmeras analógicas de segunda mão disponíveis no mercado, existe uma demanda por novas reflex de filme 35mm com uma sensação retrô. O mais recente projeto é um remake da Ihagee Elbaflex, que era o nome das câmeras Exakta vendidas na Alemanha Ocidental no final dos anos 60 e início dos 70. Essa versão no entanto, vem com um sistema para lentes Nikon F.

O novo modelo tem um obturador totalmente mecânico com velocidades de 1/2s a 1/500s + B. Ela é equipada com uma tomada PC para flash, uma sapata e uma velocidade de sincronização de 1/60s. A montagem Nikon permite usar lentes antigas e modernas. A câmera não precisa de baterias para operar, pois não possui fotômetro embutido (os fabricantes recomendam o uso de um aplicativo).

iphoto_Camera_analogica_nova
Os novos fabricantes sugerem que é um remake da Exakta Varex llb, porém, o corpo da nova câmera é bastante distinto, com um grip de madeira, botões e mostradores de aparência moderna. O nome Elbaflex foi introduzido para contornar ações judiciais do proprietário original da Ihagee (como a empresa Exakta se tornou conhecida após a guerra) para pagar royalties pelo uso de sua marca.

A nova Ihagee Elbaflex pode ser adquirida através da campanha de financiamento coletivo no Kickstarter a partir de US$ 300 apenas o corpo, em sua versão Basic. A versão Prime, com acabamento em madeira e couro (disponível em quatro cores) custa US$ 530. Há ainda a possibilidade de adquirir o kit com a lente Meyer Optik Trioplan 50mm ou Lydith 30mm. A previsão de envio é para agosto de 2018.